jusbrasil.com.br
7 de Março de 2021

Quando o cérebro pensa? (28)

Luiz Flávio Gomes, Político
Publicado por Luiz Flávio Gomes
há 8 anos

O psicólogo cognitivo Daniel Willingham (citado por Isochpe, Veja de 20.03.13, p. 95) diz que o cérebro pensa em duas situações: “quando é estritamente necessário (não há procedimento na memória que nos ajude) [ou seja: chegou a informação e nada foi encontrado na memória profunda sobre o assunto. Por exemplo: o que entende pelo princípio pro homine, que consiste em aplicar, dentre as normas de direitos humanos, a mais favorável à liberdade ou à garantia] ou quando nós acreditamos que seremos recompensados por resolver determinado problema” [ou seja: quando curtimos o prazer de aprender, que nos proporciona pequenas doses de dopamina, gerando um prazer enorme por aprender algo novo ou por resolver um determinado problema]. A 28ª cuida da dopamina, que advém da nossa satisfação, do nosso prazer de aprender, de saber mais, de conhecer, tem o mesmo efeito (no cérebro) do consumo da cocaína. Aciona o mesmo local no cérebro. O aprendizado, como se vê, ou ocorre por uma necessidade ou pelo prazer. São os dois caminhos que nos levam a conhecer mais, a saber mais. Avante!

Acompanhe todas as Dicas de Sucesso Aqui!

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)