jusbrasil.com.br
24 de Agosto de 2019

O risco de ser morto no Brasil na Copa do Mundo

Luiz Flávio Gomes, Político
Publicado por Luiz Flávio Gomes
há 5 anos

Se você está na Gávea, no Rio de Janeiro, e caminha dez minutos, chega a uma grande favela (uma das maiores do mundo). Essa caminhada de dez minutos significa a perda de mais de 13 anos na expectativa de vida (veja Empoli). O local em você se encontra retira anos da sua expectativa de vida. Muitos estrangeiros virão para o Brasil para assistir aos jogos da Copa do Mundo. Talvez não tenham consciência exata dos riscos que estarão correndo. Somos o 15º país mais violento do planeta (conforme os números da ONU de duas semanas atrás) e das 50 cidades mais violentas do mundo, 16 estão aqui. São mais de 53 mil assassinatos por ano.

Imagine um estrangeiro de um desses países econômica e socialmente “escandinavizados” (Dinamarca, Suécia, Suíça, Bélgica, Holanda, Nova Zelândia, Austrália, Coreia do Sul, Japão, Alemanha etc.). Nos seus países eles têm (em média) apenas um homicídio para cada 100 mil pessoas (veja nossas estatísticas no Instituto Avante Brasil)? Os Estados Unidos têm 5 (embora seja um império capitalista)? O Brasil tem 27? Quando um “escandinavizado” colocar os pés no Brasil, seu risco de vida já aumenta 27 vezes. E conforme a capital em que ele estiver, sua expectativa de vida vai reduzir drasticamente.

O que os “escandinavizados” estão mostrando para o mundo? O seguinte: quanto mais igualdade material e social, menos violência (menos crime). Esses países possuem as seguintes médias: PIB per capita de USD 50.084, Gini de 0,301 (pouca desigualdade e, ao mesmo tempo, pouca concentração da riqueza nas mãos de pouquíssimas pessoas), 1,1 homicídios por 100 mil habitantes, 5,8 mortos no trânsito por 100 mil pessoas, 18.552 presos (na média) e 98 encarcerados para cada 100 mil pessoas.

Vamos comparar os números (não os países): O Brasil conta com renda per capita de USD 11.340, Gini de 0,519 (0,51: país exageradamente desigual), 27,1 assassinatos para 100 mil pessoas, 22 mortos no trânsito para cada 100 mil, quase 600 mil presos, 274 para cada 100 mil habitantes. Somos 27 vezes mais violentos que a média dos países mais civilizados do planeta. A palavra chave para explicar tudo isso se chama igualdade, porém, não a igualdade puramente formal, sim, material, social, cultural etc. E isso se consegue por meio de (a) educação de qualidade para todos e (b) aumento da renda per capita.

A única maneira de salvar o planeta das tragédias anunciadas (rebelião dos pobres, revolução dos indignados, sangue das guerras, mutilações decorrentes dos conflitos etc.) é melhorar a qualidade de vida de todo mundo. Os “escandinavizados” (Suécia, Noruega, Islândia, Holanda etc.) são os únicos que estão salvando o capitalismo desigualitário do seu desastre final. São dignos de ser copiados. Não temos, portanto, que nos comparar a eles, sim, copiar o que eles estão fazendo de certo (e deixar de fazer as coisas erradas).

173 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

E voltamos de novo a culpar o capitalismo por nossas mazelas.

Culpar o PT e sua conivência com a criminalidade, que vem aumentando brutalmente, nem um piu. Comentar que o Nordeste, embora alcance taxa de crescimento superior ao Brasil, a criminalidade explodiu. nem um piu.

Criminalidade também se combate com enfrentamento e encarceramento de criminosos, não com nossa legislação permissiva e indecente, onde matar um ser humano com requinte de crueldade, rende, no máximo, 08 anos de cana. De que adianta copiar esses países "escandinavizados" (mais uma invenção do Professor) e continuar com a impunidade elevada, mãe de todos os males? continuar lendo

Criminalidade é culpa do PT? Então é fácil vamos acabar com o PT que acabaremos com o aumento da violência? Meu amigo não existe fundamento no seu anti-petezismo, explica aí. continuar lendo

Alex, concordo em gênero , número e grau. Já descobri que o emérito colega professor é da canhota faz tempo. Portanto o discurso dele sempre será nesta linha. continuar lendo

Mas o PT não é dono do país, não faz nossas leis! É simplificar demais a questão... Antes do PT ninguém tbm o fez. Nossas leis são de "milianos"! Sendo assim, nossa classe política, indiscriminadamente, faz pouco caso de nós! continuar lendo

O discurso de igualdade - como meio para alcançar a finalidade de paz social - é tipicamente um discurso esquerdista que NÃO se sustenta na metodologia científica e no estudo das sociedades. Os EUA são um caso clássico.

O discurso da filosofia que norteou os EUA, desde sua fundação, foi o da LIBERDADE. O capitalismo é resultado da liberdade, não o oposto.

O discurso esquerdista prioriza a igualdade em detrimento da liberdade. Nunca seremos iguais. Necessário é respeitar as diferenças, respeitar o mérito, respeitar os direitos e deveres individuais, em vez de idolatrar alguns direitos em detrimento dos deveres: por exemplo, quando um criminoso é irrefutavelmente identificado, ele não deveria ter tantos direitos e mais direitos assegurados a ele. Os direitos deveriam ser condicionais: só valem se se cumprirem seus deveres. Não é assim com o INSS? Só tem direito ao Seguro Social quem é contribuinte. continuar lendo

O Alexa, na verdade, apenas foi impreciso ao utilizar o substantivo ´conivência´, conivência do PT. Ora, conivência é cumplicidade, mas uma coisa é cumplicidade e outra patrocínio. Mas não vamos nos desviar do assunto do Dr. Luiz Flávio. Tive a dita, outro dia, de franzir o sobrolho duranrte a leitura de um artigo desse professor, e vejo que é um admirador do estilo de vida dos suecos, dos noruegueses, dos islandeses e dos holandeses. Gostaria de lembrar a ele que a violência não deve ser vista apenas e tão somente na ótica do mata-mata de nosso país. Ela existe, muito camuflada, na prostituição e no consumo de drogas, razão talvez do número alarmante de suicídios nesses países. Enfim, apesar da violência, motivada pela omissão do Estado, o brasileiro vive feliz. continuar lendo

É facílimo explicar a influência dos PeTralhas na criminalidade: O exemplo arrasta. O que esperar de um presidente socialista que recebe dinheiro para campanha através de um congresso (Forum de São Paulo) com as FARCs, (terroristas de esquerda), Fidel Castro (ditador de esquerda assassino de milhares de pessoas), mantém membros do PCC no partido e em cargos políticos (Revista Veja), que diz que os quadrilheiros do mensalão foram "perseguidos" e condenados por decisão política? Governo é uma quadrilha organizada para roubar as pessoas que vivem no território que ela controla, diz Lysander Spooner, da Escola Austríaca de Economia e Direito (vide www.mises.org.br). Se um criminoso vê esse sucesso todo dos "companheiros", há pouco estímulo para ser um cidadão honesto. Como disse Rui Barbosa, há mais de cem anos atrás, “De tanto ver crescer a INJUSTIÇA, de tanto ver agigantar-se o poder nas mãos dos MAUS, o homem chega a RIR-SE da honra, DESANIMAR_SE de justiça e TER VERGONHA de ser honesto” continuar lendo

Isso aí Weverson principalmente os legisladores, a maioria não estão nem aí pras pessoas, só pensam em se reeleger, crescer sua família e sua fortuna e que se dane resto, mas ninguém fala neles, é mais fácil acompanhar a Veja e a Globo e rechaçar de forma até inconsciente o governo popular que a Globo, a Veja e os Ricões, não conseguiram impedir como faziam antes, mas ainda lutam com unhas e dentes para tentar difamar mostrando somente notícias negativas sobre o país sem mencionar quem seria o responsável por aquele tipo de problema. continuar lendo

Nosso país herdou todas essas mazelas do colonialismo, há 500 anos sofremos com esses problemas sociais e a cada legislatura presenciamos políticos preocupados apenas com interesses próprios. Culpar o PT é tão leviano quanto não querer ser informar melhor, a corrupção existe muito antes do PT existir e já foi muito pior, pois na época do FHC por exemplo não existia CPI e nada vinha a tona. Hoje com todos os problemas que ainda existem, a corrupção é exposta, debatida e ainda pode haver punição. Graças ao governo do PT o Brasil tem diminuído as desigualdades sociais, a classe média que quase foi extinta no governo FHC se fortaleceu entre tantos outros avanços que poderia enumerar. No entanto, a mídia que é da Direita pública apenas informações negativas ou até mesmo distorcem os fatos. continuar lendo

Esse professor é sempre tendencioso. Sempre colocando a culpa de desgraças ao capitalismo, quando elas advêm do nosso governo, 98% socialista e intervencionista com explicações tão profundas quanto um pires. continuar lendo

O mais engraçado é que os petistas e esquerdistas acusam 500 anos e outros governos pelas mazelas sociais e pela violência, mas defendem que apenas o PT é responsável pela redução das desigualdades sociais, como se o Brasil tivesse iniciado em 2003 com as coisas boas, e antes só havia gente má.
O discurso não se amparo com os fatos: a redução da desigualdade social foi fruto de programas sociais criados em governos anteriores, e pela bonança da atividade econômica do Plano real, cujo único mérito do PT foi manter seus fundamentos. Governos não criam riquezas, apenas se apropriam de parte dela, por meio de impostos.
Minha citação ao PT pela aumento brutal da criminalidade é justamente por sua política de condescendência criminosa com a bandidagem, onde nunca há responsabilidade do indivíduo, e sim da "sociedade", como se a vida criminosa não envolvesse nada de escolha pessoal ou moral; há gente que escolhe sim viver do crime.
Com sua política de demonização das Polícias, com essa pouca vergonha do desarmamento, com as fronteiras arreganhadas, com o flerte com as drogas, com o conjunto da obra, o PT contribuiu sim para a explosão de criminalidade no país. continuar lendo

"Se o ladrão for achado roubando, e for ferido, e morrer, o que o feriu não será culpado do sangue." Êxodo 22:2. Percebe-se que o mais correto é a pena de morte. continuar lendo

Grande mestre, com notável poder de análise e síntese, típico de grandes educadores. Toca no principal problema deste país; não a violência (que é uma grande e nefasta consequência), mas a falta de política e cultura de educação. continuar lendo

Grande mestre??!!!

Peraí, né. continuar lendo

Já estive em diversos países europeus. Posso dizer que hoje, no Brasil, praticamente não há segurança pública. A segurança é particular. Pagamos duas vezes por este serviço básico, e não o temos. Mas o governo diz que tudo melhorou: mentira! As estatísticas mostram incrementos de mortes por homicídio, até no trânsito... Votem na Dilma e aguarde você ou alguém de sua família sofrer esta violência no futuro. Chega de continuísmo!!!! continuar lendo

Faz de conta que a culpa é da Dilma, e não da nossa própria sociedade egoísta, onde um grande agricultor lucra milhões e paga salário mínimo aos trabalhadores e todos ainda acham isso correto, inclusive muitos dos que recebem salário mínimo. Pessoas como você querem utilizar uma condição do nosso país construída por anos de ditadura de direita e desmandos da aristocracia, que cercearam o crescimento de nossa cultura afim de manter vossas fortunas, para difamar um governante que está a 4 anos no cargo e, notoriamente, fez muito mais do que os aristocratas (ditadura, Sarney, Color, FHC) fizeram em 50 anos. continuar lendo

Concordo com o Sr. Luis Sanches. No Brasil tem muita polícia,muitas guardas municipais e pouca segurança.
Quem quiser segurança tem que pagar a "privada", que geralmente são empresas de políciais.
Muda BRASILLLLLLL continuar lendo

Caro Leonardo, o Partido dos Trapaceiros está há 12 anos no poder e não 4 anos como o Sr. disse.
Ninguêm tem o direito de ser Robim Hood,ou seja roubar de quem trabalhou,ou trabalha e dar de mão beijada para vagabundos que querem tudo facim,facim.
Vamos trabalhar, poque (o brasil se transformou de um país de trabalhadores, em um país de aproveitadores).
É isso que penso.E veja,sou pobre também, porém trabalhador. continuar lendo

ok, a culpa não é da dilma... se o pt ficou quase doze anos no poder, e o fhc ficou oito, a culpa é do fhc? sarnei ficou quatro, collor nem dois...? culpa deles... o pt tem que ser poupado, porque? o latifundiário que produz riquezas e é capitalista esta errado? Ora, me poupe... continuar lendo

A questão não é votar na Dilma, a questão é em quem votar se não existe candidatos confiáveis, todos de alguma forma estão comprometidos, por ação ou omissão, com bandidos infiltrados que são os verdadeiros governantes desse país, não é admissível que tenhamos tantos bandidos agindo sem que haja pelo menos a omissão descarada do Legislativo do Executivo e do Judiciário, está tudo contaminado. continuar lendo

Luiz Antonio Borges é um dos que mencionei, acha correto alguém que no passado invadiu terras, depois venderam aos latifundiários que concentram a maior parte do capital gerando as desigualdades e a violência que aí está, mas claro, eles são ricos, eles estão certos, eu sou pobre, não nasci em "berço esplêndido", quem sou eu pra questionar isso.

Adão Tadeu e Leandro Potrich
Em 12 Anos de governo popular tivemos mais avanços que 50 anos de governo aristocrático, é disso que estou falando, se vocês não entendem, fazer o quê?

Muitos aqui confundem a igualdade democrática com o igualdade soviética, acordem aprendam o que é isonomia, principalmente os que estudam o direito, "pelamor"! continuar lendo

Compartilho do mesmo entendimento Leonardo Galdeano. Formar opinião política apenas com o que assiste na TV atrofia a mente das pessoas, pois inclusive essa é a intenção da mídia manipular a população. Procurem se informar melhor e conhecer a história do nosso país. O governo do PT proporcionou grandes avanços para o Brasil. continuar lendo

A quem disse que o país é jovem e por isso estamos em desenvolvimento, discordo ,com o devido respeito. Os EUA é mais novo que a gente. Basta ir lá pra ver. e não só Disney , tá?
E aí o que me dizem?
O problema é de cultura, raízes, ascendência, indolência, e ladroagem. eu confesso, não tenho esperanças.
É triste ver a morte lenta e gradual de uma Nação.
O que move este povo é Carnaval, pagode, samba e Copa.
Alguem falou em trabalho? Não precisa. tem bolsa família, auxilio gás, bolsa cultura (50,00 pra ir ao cinema) bolsas caras, confeccionadas com o couro do brasileiro da classe média (??? ainda existe) . continuar lendo

Concordo com a Sra. Dona Marina que os Estados Unidos também é um país jovem e rico. Aliás não só rico é a maior potência do planeta terra, só que tem uma grande diferença do nosso Brasil: Lá o ano não começa em março. Lá não é um país como a Sra. falou: Carnaval,futebol e festas.Lá a população tem amor e respeito pelo seu país.
Eu sempre escrevo que: (O brasil se transformou de um país de trabalhadores e um país de aproveitadores).
Todos querem emprego, mas trabalhar.......pra quê, tem as bolsas. continuar lendo

Quando tudo vem facil, pra que se esforçar??!! Não sou contra esses incentivos que o governo fornece as pessoas de baixa renda porem elas precisam mostrar resultados, ou seja, fazer por merecer. Desde de 1500 a nossa cultura é fazer menos e ganhar mais ou ganhar pouco e não fazer nada. O problema do Brasil não são nossos políticos, somos nós!! continuar lendo

Antes o Bolsa Família fosse o problema! Acho que até é pouco! Gastamos muito mais trancafiando bandidos e pagando gente para tomar conta deles e de nossos patrimônios, com seguros, etc! O problema é a educação! Se pudéssemos ter um bando de vagabundos, que tivessem um mínimo de renda mas com contrapartida (não mendigar, não se envolver crimes, estudar, etc) que garantisse uma vida no limite da pobreza, seria ótimo! Assim, o cara que não tem ambição iria ficar ali, sem incomodar quem quer crescer e ainda gastando com alguma coisa, gerando renda para outros que querem crescer tbm! Isso ocorre em países desenvolvidos. O que me diz da aposentadoria integral em detrimento dos outros que não a têm? O que acha de um servidor que ganha o teto do funcionalismo e não merece? E os financiamentos do BNDES para empresas que não merecem? Não é uma bolsa tbm? Seria bolsa rico? E o valor de um teto do funcionalismo pagaria quantas "Bolsa Família"? Temos que ponderar essas coisas. Não com o que se gasta mas como e quanto! Sempre tem um parente de político que não poderia receber uma "Bolsa" e a recebe. Essa esperteza do brasileiro é que faz tudo ir por água abaixo! continuar lendo

Os EUA se tornaram independentes em 4 de julho de 1776, enquanto o Brasil só veio a se tornar independente de Portugal em 7 de setembro de 1822. Como que os EUA são mais novos que a gente?

*Segundo ponto: O EUA já era uma republica democrática desde o dia 4 de julho, já o Brasil só se tornou uma republica somente em 15/11 de 1889.

*Terceiro ponto: A primeira escola de ensino superior dos EUA foi inaugurada em 1636 (ainda eram COLÔNIA da Inglaterra), conhecida como Harvard (a melhor Universidade do Mundo), já a primeira escola de ensino superior brasileira só foi inaugurada no ano de 1808 na Bahia (hoje faz parte da UFBA) por decreto de Dom João VI, alguns dias antes de ele partir pro Rio de Janeiro.

*Quarto ponto: Os EUA já tiveram 44 presidentes eleitos democraticamente pelo povo e possuem somente 1 constituição desde a independência do país . No Brasil já tivemos 8 constituições (1 monarquia e 2 ditaduras), e APENAS 5 presidente eleitos de forma democrática (Nova Republica-1989), não estou contando as outras constituições porque poucos podiam votar (senhores feudais etc...)

Nem vou comentar sobre a colonização de povoamento que ocorreu nos EUA em comparação com a colonização de extração que ocorreu no Brasil.

Enfim, falar que EUA e Brasil poderiam ser países iguais só porque ambos foram descobertos quase na mesma época é ridículo. Sugiro um pouco mais de estudo da história da formação do Brasil pra entender os motivos de estarmos nessa situação triste. continuar lendo

Marina, concordo com tudo o que disse. Tenho plena certeza que o objetivo é nivelar a classe média por baixo, bem lá embaixo, a ponto de manter uma pequena classe bem lá em cima e o restante vivendo de pão e circo. continuar lendo

Acho que nenhum de nós somos povos jovens visto a América foi invadida por europeus os quais possuem raízes no oriente e não cortamos o cordão umbilical.
Incomparáveis entre si EUA e Brasil desde clima, solo e as superioridades de colonização e colonizadores e o Brasil poderia ter evoluído muito se com a independência devolvesse a Portugal todos os descendentes.
O Brasil jamais atingirá auto suficiência em si mesmo, como os ascentrais étnicos dominantes, por ter tipo genético dominante burguês, intelectual e literário em oposição ao tipo real, produtor, inventor e criador. continuar lendo